Ford Ranger Raptor: A pick-up desportiva.

A Ford já abriu as encomendas da nova Ranger Raptor. A marca garante que chegará cheia de novidades, com especial destaque para o novo motor 3.0 V6 biturbo a gasolina, tomando o lugar do quatro cilindros biturbo Diesel de 2.0 l da geração atual.

RAPTOR é denominação desportiva das pick-ups da Ford e, a estrela da companhia é a F-150 Raptor. No entanto o problema deste veiculo com 6 metros de comprimento, é que não está de todo adaptado às estradas deste lado do atlântico. Foi por isso que em 2019 a Ford lança no mercado europeu a Ford Ranger Raptor mais adaptada às sinuosas estradas europeias.

Só que equipado de um motor diesel de 213 cv, não é lá muito Raptor! Mas a Ford decidiu remediar esta lacuna com a próxima geração. E temos de reconhecer que desta vez a marca americana apostou forte.

A começar pelo desenvolvimento e concepção do projeto a cargo da divisão australiana da Ford Performance especialistas neste tipo de veiculo, o que se resume por mais performance, mais potencia, mais tecnologia e mais luxo.

O novo Ranger Raptor estreia o novo motor 3.0 V6 biturbo a gasolina que também equipa o Bronco Raptor, aqui com 288 cv e 491 Nm, acoplado a uma transmissão automática de 10 velocidades e, naturalmente a tração é às quatro rodas. Além de mais potente, a nova Raptor terá naturalmente uma voz mais grave, providenciada por um novo escape ativo eletronicamente controlado e permite selecionar entre quatro modos: “Quiet”, “Normal”, ” Sport” e “Baja”. Sendo que no modo “Baja” terá um comportamento como se fosse um escape direto.

A Ford diz que o novo bloco em ferro-grafite do V6 a gasolina é cerca de 75% mais resistente e rígido do que um bloco em ferro fundido tradicional e, equipou o novo propulsor com um sistema anti-lag (anti-inércia). O que permitirá uma recuperação mais rápida da aceleração, sobretudo à saída das curvas ou durante as passagens de caixa, ajudando a mitigar ou anular os efeitos do turbo-lag.

A somar a isso, esta nova Raptor distingue-se pela aparência mais musculada e mais larga em relação às outras Rangers, ao mesmo tempo que vai «calçar» pneus de 33” da BF Goodrich em jantes de 17”.

Este novo motor é mais poderoso, mas deixou-me algumas duvidas. Um V6 biturbo de 3 litros de cilindrada, mas com “apenas” 288 cv parece-me pouco. Ainda para mais quando sabemos que este mesmo motor está a ser anunciado na Austrália e África do Sul, com 397 cv (292 kW) e 583 Nm, mais 109 cv e 92 Nm, do que a versão europeia. A justificação prende-se mais uma vez, com as severas normas de emissões a cumprir na Europa.

Mas a maior atração vai continuar a ser a capacidade desta pick-up em fora de estrada, tal como já acontecia com a sua antecessora. Pelo que os amortecedores FOX continuam presentes, sendo desta vez os novos Live Valve, de 2,5″ com bypass interno e capacidade de amortecimento sensível à posição, que prometem um melhor controlo da carroçaria tanto em asfalto como fora dele.

Mas esta nova geração da pick-up norte-americana traz-nos também mais tecnologia e um interior com acabamentos mais cuidados. Com especial destaque para ecrã central em posição vertical de 12” com conectividade sem fios com os sistemas Android Auto e Apple CarPlay, ao sistema de som da B&O com oito altifalantes, destaca-se ainda o novo volante aquecido, os bancos desportivos e o painel de instrumentos digital de 12,4”.

Vive a tua paixão!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s