Mazda: O regresso do motor Rotativo Wankel.

A Mazda sempre foi um construtor diferente no panorama da indústria automóvel, com escolhas técnicas inovadoras e pelas suas propostas muitas vezes opostas do que faz a concorrência. A marca aproveitou assim o último Salão de Bruxelas, para desvendar o regresso do motor rotativo Wankel. Um regresso diferente, pois ao invés de equipar um modelo desportivo da marca, este regressa como um extensor de autonomia para o Mazda MX-30 e-Skyactiv R-EV. Um novo e interessante conceito híbrido Plug-in, à boa maneira Mazda.

Concebido pelo engenheiro Felix Wankel, a quem o motor Wankel deve a sua denominação, este consistia num motor com pistãos rotativos. Uma tecnologia que permitia obter um excelente rendimento com um motor muito mais compacto, com a vantagem suplementar de eliminar todas as vibrações características dos motores convencionais.

Uma tecnologia que em teoria se revelava muito promissora, que conheceu a sua hora de glória na década de 60. O que começou a chamar a atenção de vários construtores. O 1º foi o alemão NSU que assinou um acordo com Felix Wankel, comprando assim os direitos desta tecnologia. Para fazer face aos importantes investimentos necessários ao seu desenvolvimento, a NSU junta-se à Citroën e vende a licença aos potenciais interessados. Foram vários os construtores seduzidos por esta promissora tecnologia que prometia ser revolucionária, marcas como: a Chevrolet, a Mercedes e a Mazda.

Mazda Cosmo Sport, o primeiro automóvel da marca equipado do motor rotativo Wankel.

Considerado como a tecnologia do futuro, o motor rotativo Wankel iria revelar-se bem mais complicado a desenvolver do que previsto. O motor sofre de grandes problemas de fiabilidade e apresenta consumos demasiado elevados, levando a maioria dos construtores envolvidos a desistirem. Todos menos um.

Perseverança nipónica

A Mazda continua a aventura. O engenho e a perseverança dos engenheiros da marca permitiu solucionar os vários problemas encontrados, o que permite à Mazda o lançamento em 1964 do seu primeiro modelo dotado desta tecnologia — o Cosmo Sport. O motor rotativo tornar-se-á na imagem de marca da Mazda, que desenvolveu uma gama completa de veículos que perdurará até ao ano de 2012 com o ultimo Mazda RX8.

Pois bem, já faz algum tempo que a marca nipónica vinha anunciando a sua intenção de voltar a apostar no motor Wankel, e o seu regresso foi desvendado no passado fim-de-semana no Salão de Bruxelas. Um regresso diferente, pois desta vez o motor rotativo não irá propulsar o veiculo. A Mazda optou por atribuir-lhe o papel de extensor de autonomia. Duvidas? Eu explico…

A Mazda apresentou o MX-30 e-Skyactiv R-EV, um plug-in único no mercado. Este promete até 85 km de autonomia em modo 100% eléctrico e mais de 600 km com o contributo do motor rotativo Wankel que tem a função de recarregar a bateria de 17,8 kWh.

Aproveitando a capacidade única dos motores rotativos na produção de potência necessária a partir de um pequeno bloco. Este compacto motor de apenas 830 cm3, debita 75 cv (55kW) a umas baixas rotações de 4700 rpm, o que torna o seu funcionamento muito silencioso. Instalado no compartimento motor em conjunto com motor eléctrico de 125 kW, este motor Wankel batizado de 8C contribui para uma autonomia de condução total muito competitiva.

Como acontece habitualmente nos híbridos Plug-in o MX-30 e-Skyactiv R-EV oferece-nos várias possibilidades para podermos carregar a bateria, sendo no entanto, o único no mercado a dispor o carregamento rápido DC de corrente contínua, precisando de apenas 25 minutos para ir dos 20 aos 80% de carga.

Já quanto à data de chegada e aos preços para o nosso mercado, ainda nada foi revelado pela marca. O mesmo não acontece noutros mercados europeus em que foi anunciado que o preço deste MX-30 híbrido Plug-in será equivalente ao do MX-30 100% elétrico.

O motor está na génese do automóvel, pelo que, a Mazda com este inovador sistema híbrido Plug-in continua a sua busca incessante de produzir o motor com o melhor desempenho. Mas a marca japonesa não se fica por aqui.

A Mazda é uma marca de convicções, continua a acreditar no motor de combustão interna. Depois do revolucionário Skyactiv X, promete para breve um novo V6 Diesel de nova geração.

Vive a tua paixão!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s