Alfa Romeo Tonale : A metamorfose inspirada no passado.

Reduzida a dois modelos, o sedã Giulia e o SUV Stelvio, a Alfa Romeo há muito que esperava pela chegada do novo SUV compacto Tonale. Este novo modelo marca uma ruptura com os modelos Alfa Romeo anteriores por dois motivos: não usará a plataforma Giorgio e será o primeiro híbrido da marca transalpina.

A chegada do Tonale revela-se de grande importância para a Alfa Romeo que quer afirmar-se como uma marca premium. Apresentado em 2019 no salão de Genebra ainda sob a forma de protótipo, foram precisos três anos de gestação para surgir enfim a versão definitiva. Este atraso deveu-se muito à crise sanitária, mas não só, ao chegar o novo patrão Jean-Philipe Imparato, decidiu adiar o lançamento para proceder a melhoramentos com o objetivo de apresentar um melhor produto.

Posicionado num dos mais concorridos segmentos do mercado (é o segundo que cresce mais depressa na Europa), o Tonale vai enfrentar as propostas premium germânicas, mas não só, Ou seja, o Tonale vai concorrer com as propostas da Audi, BMW, Mercedes-Benz e também da Volvo, a que correspondem a 83% das vendas da classe.

Considerado por muitos como o modelo da metamorfose Alfa Romeo, afinal de contas, o Tonale não só marca a entrada da marca no segmento C-SUV, como é o seu primeiro modelo a receber motorizações eletrificadas.

Ares de família

É impossível não reparar no seu estilo resolutamente Alfa. Os três elementos do Trilobo estão lá, a inimitável grelha frontal Scudetto, acompanhada pelos faróis 3+3 inspirados no lendário SZ. De perfil, os 4,53 metros estendem-se como um Giulia GT dos anos 60. Um paralelo que não é perceptível quando olhamos para o Alfa Romeo Tonale pela primeira vez, ao contrário da altura ao solo rebaixada e da sua linha dinâmica para um SUV.

Por seu lado, a inspiração do vidro traseiro no Alfa Romeo 8C está bem presente. Os mais atentos também terão notado as jantes “Teledial”, uma reinterpretação moderna do famoso “disco de telefone” inaugurado na década de 1960 pelo 33 Stradale. O design elegante do Tonale relembra-nos mais uma vez que os italianos são definitivamente muito bons em produzir belos automóveis.

No habitáculo também, a filosofia Alfa está presente. Sim, há vários detalhes que evocam o passado da Alfa Romeo, mas não faltam novidades a bordo do Tonale. Para começar temos um painel de instrumentos digital com 12,3”, com um estilo que é uma clara referência ao passado da Alfa Romeo, apresentando o tradicional desenho «telescópico» e um grafismo inspirado no apresentado por modelos da marca de outrora.

Já ao centro do tabliê destaca-se o ecrã de 10,25” com um design inspirado nos smartphone e um novo sistema de infoentretenimento. Equipado com o sistema operativo Android, conetividade 4G e atualizações remotas (over the air), este sistema conta ainda com a assistente virtual da Amazon, Alexa. Além disto, há ainda a destacar a presença dos «Alfa Connect Services», uma ferramenta que oferece várias soluções de conetividade.

O primeiro Híbrido

Finalmente, a verdadeira revolução acontece debaixo do capô do Tonale. O SUV compacto será o primeiro Alfa Romeo eletrificado, com três motores híbridos. Os dois primeiros, de 130 e 160 cavalos de potência, contam com um novo quatro cilindros turbo com 1.5 l, que funciona segundo o mais eficiente ciclo Miller, com um sistema elétrico de 48 V e dois motores elétricos, motorização herdada do novo Jeep Renegade Híbrid.

Por fim, a versão mais potente não é outra senão a variante híbrida plug-in Q4. Este herda o sistema híbrido do Jeep Compass com o qual o Tonale partilha a sua plataforma, combinando o motor a gasolina MultiAir 1.3 turbo de 180 cavalos (colocado à frente) com um motor elétrico de 90 kW que aciona as rodas traseiras.

No total, o Tonale Q4 desenvolve 275 cv de potência, enviados para as 4 rodas através de uma transmissão automática de 6 velocidades. Uma potência que lhe permite chegar dos 0 aos 100 km/h em 6,2 segundos. O Tonale pode percorrer até 60 km em modo 100% elétrico graças à sua bateria de 15,5 kWh. No que diz respeito ao carregamento, este pode ser feito em 2h30 numa tomada de 7,4 kW.

Ainda no campo das motorizações, na Europa o Tonale vai também contar com um motor Diesel com 1.6 l de 130 cv associado a uma caixa automática (dupla embraiagem) de seis velocidades e tração dianteira.

Se a eletrificação é uma novidade na gama da Alfa Romeo, a adoção de um certificado digital NFT (non-fungible token) é uma novidade absoluta a nível mundial.

Este NFT certifica o Tonale mal este sai da linha de produção e permite ir registando os mais diversos dados do SUV transalpino ao longo da sua utilização — revisões, acidentes, etc. Impossível de ser adulterado, este registo tem como objetivo ajudar a preservar o valor residual do Tonale ao longo do tempo.

Com a chegada prevista lá para o verão, o patrão da marca deixou em aberto a possibilidade de surgirem futuras versões. As versões 100% elétricas ou Quadrifoglio não foram descartadas.

Vive a Tua Paixão!

2 thoughts on “Alfa Romeo Tonale : A metamorfose inspirada no passado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s