Citroën C5 Aircross Renovado: Mais moderno, mais imponente.

Lançado em 2018, o Citroën C5 Aircross renova-se para ganhar o ar de família dos mais recentes modelos da marca, apresentando uma maior robustez e um refinamento superior. Sendo uma das referências do segmento em termos de conforto e modularidade, o C5 Aircross foi agora redesenhado para se assumir como uma proposta com ainda maior maturidade.

Com mais de 260.000 unidades vendidas desde o seu lançamento em 2018, o C5 Aircross foi reconhecido desde o seu lançamento como o SUV mais confortável e modulável do seu segmento, partindo dos seus pontos fortes de conforto, espaço a bordo e modularidade, o modelo amadureceu para se tornar mais elegante e dinâmico, com um estilo exterior mais apurado, bem como com cores e materiais mais modernos e de alta qualidade no interior.

Se alguns restylings não são perceptíveis, o proposto pela Citroën para seu SUV familiar é claramente visível. Mais moderno na aparência, o crossover revisitado adota uma nova frente muito diferente. As mudanças podem ser vistas à primeira vista, pois o novo C5 Aircross adota uma grelha de menores dimensões e mais moderna, em que o logótipo da marca ganha uma nova interpretação. Os chevrons surgem agora em negro lacado, complementados com acabamento cromado.

Os faróis são novos, deixam de ser bipartidos e adotam uma nova assinatura luminosa em “V” composta por duas faixas LED por farol que se estendem em direção aos chevrons através pequenos segmentos cromados. Sob a grelha, o novo estilo da zona da entrada de ar alarga visualmente a secção frontal do C5 Aircross e dá-lhe uma postura mais imponente na estrada. As entradas de ar, que se tornaram abertas e funcionais, parecem ser esculpidas pelo ar e ajudam a melhorar a aerodinâmica. Estas estão adornadas de materiais que lhe conferem uma aparência de maior qualidade e prestígio.

O C5 Aircross adota um perfil mais dinâmico em que os Airbumps continuam a marcar presença e estão acompanhador das novas jantes de 19”. Na traseira, as mudanças são menos óbvias, mas as luzes também foram redesenhadas com uma assinatura tridimensional e participam à modernização do novo SUV.

Novo interior

No seguimento da evolução e modernização do exterior, o habitáculo do novo C5 Aircross recebeu uma atualização mais dinâmica e refinada, com melhorias no espaço e no conforto que são, desde logo óbvias. O tabliê é totalmente novo, adotando as linhas do C4 e do C5X.

Este inclui o novo sistema de infoentretenimento, dotado de um ecrã de 10 polegadas. As saídas de ar centrais também foram redesenhadas assim como a consola central que incorpora um comando da caixa de velocidades mais discreto inspirado nos modelos mais recentes da Stellantis. No interior destaque ainda para a redução do número de comandos físicos e também de novos bancos Advanced Comfort com funções de aquecimento e massagem.

Destaque ainda, para a nova consola central, que passa a ter o conhecido “interruptor” a fazer as vezes da alavanca da caixa automática. Este é pouco prático em manobras, mas poupa espaço para dois bons porta-objetos, um deles com carregador indutivo de smartphone.

Três motores à escolha

No que diz respeito às motorizações, nada de novo. O C5 Aircross continua disponível com três motorizações já existentes: uma a gasolina, outra diesel e claro o híbrido plug-in. O motor a gasolina é o conhecido tricilíndrico 1.2 PureTech de 130 cv, que pode ser associado ou a uma caixa manual de seis velocidades ou uma automática de oito velocidades (EAT8).

Para a motorização Diesel, o sobejamente conhecido 1.5 BlueHDI também com 130 cv de potência, por fim temos a motorização híbrida plug-in, que combina o motor a gasolina 1.6 PureTech de 180 cv com um motor elétrico de 80 kW (109 cv), para uma potência máxima combinada de 225 cv (e 320 Nm de binário). A transmissão é efetuada exclusivamente às rodas dianteiras através de uma caixa automática de oito velocidades (ë-EAT8).Este está equipado com uma bateria de 13,2 kWh que garante uma autonomia elétrica de 55 km (ciclo WLTP).

Medidas para incentivar o modo EV

A Citroën propõe duas medidas para incentivar o condutor a usar o modo zero emissões locais e a optimizar a utilização do seu híbrido Plug-in. A primeira é um aviso diário ao condutor, se não carregar a bateria durante muito tempo (Plug-in Reminder). A segunda é uma aplicação para os gestores de frotas controlarem se os condutores carregam a bateria (PHEV Connect).

O Citroën C5 Aircross já pode ser encomendado no mercado português, com as primeiras unidades a chegarem já no próximo mês de julho. Os preços começam nos 31 212 € para o 1.2 PureTech, indo até aos 48 397 € para a versão Plug-in no nível de equipamento Shine Pack.

Vive a Tua Paixão!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s