Toyota GR Yaris – O Último Samurai

Quando praticamente todos os construtores desistem dos pequenos desportivos para fazer face ás normas anti-poluição. Referências no mercado, o Peugeot 208 GTI e o Renault Clio RS desaparecem do mercado prevendo-se o seu regresso em versão 100% elétricos. Eis que um construtor oferece resistência, é ele a Toyota. A Toyota? esperem lá…O campeão de vendas dos veículos híbridos e o pioneiro nos automóveis movidos a hidrogénio? Mas o que é que se passou lá para os lados da Toyota para lançar uma maquina destas. Uma rebelião dos engenheiros japoneses? É pouco provável. A não ser que seja para homologar uma versão para o WRC ? Pois cá está, deve ser isto.

Forçados a baixar o nível de emissões de CO2 das suas gamas, os construtores estão a abandonar a produção de certos modelos. Uma das primeiras vítimas são os pequenos desportivos que tanto nos encantaram na década de 90. Conhecidos como “Pocket Rocket”, hoje são poucos os resistentes, o elitista Mini JCW, o performante Ford Fiesta ST e pouco mais.

Isto era sem contar com a Toyota, o campeão de vendas dos automóveis amigos dos ambiente, que pegou no plácido Yaris e transformou-o no Ùltimo Samurai dos Pocket Rocket. Ao lançar o GR Yaris, a marca nipónica prepara a base técnica a utilizar no seu próximo carro presente no WRC.

Concebido e produzido na Europa, a versão radical do Toyota Yaris será por sua vez produzido no Japão. O desenvolvimento do GR Yaris contou com a participação da Tommi Mäkinen Racing – a empresa responsável pelo programa de ralis da Toyota.

Para maximizar a eficácia os homens da Gazoo Racing optaram pela tracção integral, obrigando os engenheiros a modificarem por completo a plataforma GA-B. Bem na verdade uniram dois chassis, a parte dianteira utiliza a plataforma do Yaris (GA-B) enquanto a parte traseira opta pela plataforma do Corolla (GA-C).

Mas as alterações não se ficam por aqui, a carroçaria é exclusiva passando de 5 para 3 portas, o que é cada vez mais raro nos dias de hoje. para manter um peso controlado a carroçaria recorre a painéis de alumínio e o tecto em fibra de carbono reforçada com plástico.

E o Motor?

O motor é digno de um verdadeiro Automóvel desportivo, uma proeza tecnológica. O Toyota GR Yaris utiliza o novo bloco três cilindros de 1.6 de cilindrada, desenvolvendo a impressionante potencia de 261 cv e 360 Nm de binário máximo. A velocidade máxima é de 230 Km/h (limitada electronicamente), cumprindo os 0 aos 100 em 5,5 segundos.

GR-Four

Quanto à transmissão o GR Yaris recorre a uma caixa manual de 6 velocidades e a um sistema de tracção integral para colocar toda a potencia no chão.

Denominado pela marca de GR-Four, o sistema de tracção integral permite distribuir electronicamente a potência pelos dois eixos. A Toyota anuncia três modos de condução: Normal, Sport e Track. Este último permite uma repartição da potencia distribuindo 70% do binário às rodas traseiras. A utilização de suspensões multi-link no eixo traseiro, assim como um sistema de travagem tolamente revisto, permite ao GR Yaris lidar eficazmente com tanta potência.

A produção está a cargo do Departamento Gazoo Racing em Motomachi no Japão, onde uma grande parte dos processos de fabricação são manuais. Agora a parte mais difícil, os preços desta maquina a sensações começam nos 42000 euros indo até 45990 euros para versão Extrem Rally.

Vive a Tua Paixão !

5 thoughts on “Toyota GR Yaris – O Último Samurai

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s