Gama de Motores SEAT – Escolha é Sua!

Consciente da importância da tecnologia no panorama automóvel, sobretudo no capitulo da eficácia das motorizações ditas convencionais, assim como, na procura de propostas alternativas, a SEAT propõe uma mão cheia de soluções. Tornando-se assim numa das marcas com uma gama de motores das mais completas do mercado.

Com o lançamento da nova geração do Leon, a SEAT demonstrou estar na linha da frente no que diz respeito à eficácia das motorizações, são cinco propostas distintas que se destinam a diversos tipos de utilização e respondem às necessidades de um conjunto alargado de clientes.

Gasolina (TSI)

A SEAT mantém a aposta nas motorizações a gasolina com os blocos TSI de 3 e 4 cilindros. No primeiro caso, temos o 1.0 turbo de injeção direta com 90 e 110 cv. A outra opção é o motor 1.5 TSI que será seguramente o mais vendido no nosso mercado com dois níveis de potência 130 e 150 cv. Este utiliza a tecnologia de gestão ativa de cilindros que permite desligar dois dos cilindros com as naturais vantagens nos consumos e nas emissões.

Diesel (TDI)

Apesar da recente má imagem dos motores a gasóleo, a SEAT continua a aposta nesta solução com motores mais eficazes em termos de emissões, com os gases NOX a serem reduzidas com o recurso a sistemas de injeção dupla de AdBlue. O bloco 2.0 TDI apresenta-se com dois níveis de potência, de 115 cv e 150 cv, este último poderá ser associado à caixa automática DSG.

A motorização a Gás Natural Comprimido (GNC) está presente no Ibiza, Arona e no novo Leon.

Gás Natural comprimido (TGI)

A SEAT não se limitou investir na eletrificação da sua gama, propõe também como solução alternativa a motorização TGI que utiliza o gás natural comprimido(GNC) como combustível principal. O 1.5 TGI possui 3 tanques de GNC para uma autonomia de cerca 440 km. Quando o GNC termina existe um deposito de gasolina de 9 litros, que permite uma autonomia suplementar de 150 km. A solução de gás natural comprimido está presente no Ibiza, Arona e Leon e tem um custo de utilização até 50% mais baixo do que os motores a gasolina ou diesel equivalentes.

Mild-Hybrid (eTSI)

A híbridação ligeira é uma das soluções de eletrificação da marca de Matorell, recebeu a designação eTSI e está associada aos motores 1.0 de 110 cv e 1.5 de 150 cv a gasolina. O sistema Mild-hybrid dispõe de um gerador de 48 volts que permite acompanhar e aliviar o motor térmico durante as acelerações ou a baixa velocidade. Dispõe ainda, de uma bateria de pequena capacidade que recupera a energia gerada pelo gerador. Acoplado a uma caixa automática DSG, esta solução permite a circulação em ponto morto em algumas situações, como por exemplo em trânsito urbano. O que permite ao sistema Mild-Hybrid ganhos nas emissões (em média 15%) e nos consumos.

Hybrid Plug-In (eHYBRID)

A grande novidade desta etapa de eletrificação da SEAT é a estreia da motorização híbrida “ plug-in”. Esta está disponível no novo Leon, associa o bloco 1.4 TSI com um motor elétrico para uma potência combinada de 204 cv. Esta solução Plug-In também está prevista para 2021 no Cupra Formentor e no SEAT Tarraco mas numa variante mais potente. Com uma bateria de 13 kWh de capacidade, a marca espanhola anuncia uma autonomia de 60 km em modo 100% elétrico. No que diz respeito a recargas, a SEAT indica que são necessárias cerca de 3h40 para chegar aos 100% de carga com o SEAT Charger, ou 6 horas numa tomada normal.

Este portofólio de soluções é uma lista de respeito, que revela a estratégia da SEAT para uma mobilidade cada vez mais eficiente e amiga do ambiente.

Vive a Tua Paixão!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s