Citroën Visa GT Bicampeão: Desportivo em Série Limitada

Depois do Citroën AX BB Cabrio continuamos a nossa retrospectiva pelos modelos da Citroën, hoje temos uma versão desportiva exclusiva para Portugal. Eis o Citroën Visa GT Bicampeão.

Se a Citroën não era uma marca com tradição nos modelos desportivos, com o Citroën Visa dá-se uma revolução cultural, a marca francesa vai integrar versões desportivas nos seus modelos, capazes de rivalizar com a concorrência. Assim como, reforçar a sua implicação na competição automóvel.

FD022862-A881-47B0-A237-28264EC1C2C6

O Citroën Visa GT bicampeão é uma série limitada para Portugal de 724 unidades para celebrar a dupla vitória no campeonato de ralis, ganhos pelo Visa em 1982 e 1983.
Esta versão serviu também para a Citroën homologar o modelo para o troféu Visa/CIN. Este era um dos troféus organizados pela Citroën que tinha como objetivo a descoberta de novos pilotos. Para a homologação eram necessárias 24 unidades, que foram montadas em apenas 15 dias na fábrica de Mangualde. Pelo que não é de estranhar as uniões de alguns elementos da carroçaria um tanto desalinhadas.

O Visa GT Tonic serviu de base para a versão GT bicampeão
O Visa GT Tonic serviu de base para a versão GT bicampeão

Como o nome indica, o Visa GT Bicampeão é baseado no Visa GT Tonic herdando o conhecido 4 cilindros de 1360 cm3, com 80 cv em posição horizontal para baixar o centro de gravidade, também conhecido entre nós como motor alentejano. Com um peso de 800 kg o GT bi-campeão atingia uma velocidade máxima de 170 Km/h, chegando dos 0 aos 100 Km/h em 10,9 segundos.
215B6CE5-2FEE-49E0-A712-3963B5F115AB

As primeiras 24 unidades apresentavam algumas características específicas como a presença de um spoiler específico colado na parte inferior do vidro traseiro (sendo rebitado nas posteriores 700 unidades), ao qual podia-se acrescentar outro spoiler opcional na parte superior, dando-lhe um ar mais racing. Também a suspensão era mais rebaixada nestas unidades específicas para o troféu.
As jantes desta versão eram oriundas da Citroën Sport, usadas também noutros modelos do grupo PSA como o Peugeot 104 ZS e o Talbot Samba Rallye.

Quanto ao interior, o Visa GT Bicampeão vinha equipado com bancos desportivos forrados de tecido made in Portugal  fornecido por uma empresa de Famalicão, com um friso vermelho. O tablier é o sobejamente conhecido do Visa com os seus satélites que reagrupam todos os comandos. Existia ainda a possibilidade de optar por um volante desportivo.

9BA3BC0F-3A54-4E18-A94C-8A7D981A46DB

Infelizmente nunca tive a oportunidade de o conduzir, mas diz quem o fez diz que é uma verdadeira máquina.

Vive a Tua Paixão!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s