Centenário Citroën – Citroën Type C.

Em 1921, a marca Citroën conta apenas com um modelo no seu catálogo. Se este modelo permitiu-lhe ser o primeiro construtor a produzir um automóvel em série na Europa, o seu ambicioso patrão não quer ficar por aqui e continua com o desejo de democratizar o automóvel propondo um veículo económico destinado ao maior número. Assim no Salão Automóvel de 1921 apresenta o Citroën Type C.

84540E07-DC57-4AB2-A696-924ED77BF497
Citroën Type C 5HP, conhecido por “Citron” pela cor amarela dos primeiros modelos.

No início dos anjos 20, a Citroën é uma jovem mas promissora marca automóvel, tendo no seu catálogo o Citroën 10HP, um verdadeiro sucesso. Mas André Citroën quer mais, a sua ambição é democratizar o acesso ao automóvel. Vai então encarregar o engenheiro Jules Salomon, o pai do Type A e Edmond Moyet que tinha trabalhado no projeto Type CC da Amilcar, a concepção do novo modelo.

Numa altura em que o governo francês estimula os construtores a produzirem ciclecars (veículos de 1 ou 2 lugares com um peso máximo de 350 Kgs), André Citroën prefere investir num verdadeiro automóvel que fosse próximo técnica e esteticamente do Citroën 10 HP, mas de reduzidas dimensões. A Citroën vai assim entrar no terreno dominado pelo Peugeot Quadrilette e o Renault IG.F2B17A95-B223-4A03-9C33-A15A10B567B5

É no Salão Automóvel de Paris de 1921 que é apresentado o novo modelo, com a denominação Type C 5 HP (HP – Horse Power refere-se à potência fiscal). Com uma distancia entre eixos de 2,25mt, um pequeno motor de 4 cilindros com 856 cm3 de cilindrada desenvolvendo uma potência de 11 cv e um peso pluma de 543 kg que permitia ao Type C atingir uma velocidade de 60 Km/h, com um consumo de apenas 5 litros aos 100. Inicialmente proposto com uma carroçaria torpedo de 2 lugares de cor amarela, que lhe valeu o apelido de “ petit Citron” (pequeno limão) pelo público. Seguiu-se-lhe o cabriolet também de 2 lugares, um modelo mais luxuoso.37523066-5F63-4DC3-A9FA-F7C0F1A20BB5

A Democratização do Automóvel

Fiel à sua filosofia de inovação e com o objetivo de atrair novos clientes, o Citroën Type C é um carro à frente do seu tempo. Pois tinha equipamentos inéditos para um automóvel dito popular, tais como a  ignição e faróis elétricos.

689D8BA9-3C4E-4E3F-B0F6-97C3CDCB3E32
Publicidade inovadora dedicada à atrair nova clientela.

Mas André Citroën não se fica por aqui, permite aos seus clientes a aquisição do seu  automóvel a crédito, graças a uma sociedade de crédito ao consumo criada pelo próprio, coisa nunca feita na Europa. Inova igualmente nas campanhas publicitárias do Type C, apresentando uma mulher aos comandos do automóvel, o que não era hábito na época. Campanha que trouxe os seus frutos, o Citroën Type C era o modelo preferido da clientela feminina pela sua facilidade de utilização.448B39DA-CA8E-47A2-8961-053228028423

Evolução Tranquila

Apresentado no Salão Automóvel de 1921, a sua produção efectiva começa na primavera de 1922, o seu sucesso é imediato. No ano seguinte o chassis sofre alterações, aumentando a distancia entre eixos de 10 cm para atingir os 2,35 mt, permitindo o lançamento de uma versão de 3 lugares com um assento dobrável ao lado do condutor. O que se revelava pouco prático, pois era necessário recuar o banco do passageiro. Esta solução foi substituída no ano seguinte por uma versão de 3 lugares fixos: dois à frente e um lugar traseiro central, que iria dar origem ao apelido “trevo” pela disposição dos bancos.

967E092D-6E15-4AE5-B20A-93E31CACB87D
Citroën Type C torpedo 3 lugares “trevo”.

No ano de 1924, todos os modelos estão equipado de novos pneus Michelin de baixa pressão comfort, o sistema de refrigeração é reforçado com um ventilador para evitar o sobreaquecimento, a suspensão é melhorada  com novos amortecedores e novas cores são propostas: azul, bordeaux, havana.

Sucesso de Vendas

Lançado em 1922, o Citroën Type C desde logo se tornará no modelo mais vendido da marca, representando 50% das vendas totais da marca. Este sucesso deve-se ao seu baixo consumo de gasolina, o seu custo de manutenção quase inexistente, uma fiabilidade a toda a prova e claro o seu preço particularmente atrativo.9E102914-C387-4094-8CC2-BB6651788C44

O Type C foi no seu tempo um dos carros mais conhecidos ajudando a Citroën a atingir uma grande popularidade. Este foi de certa forma o primeiro automóvel popular europeu, sendo fabricado em vários países, tais como: Espanha, Bélgica, Inglaterra e Itália.

O seu sucesso foi tal, que foi copiado pela Opel com o nome 4/12PS, comercializado em verde era conhecido carinhosamente na Alemanha como a rã.  Tal não agradou André Citroën que intentou um processo de plágio que estranhamente não foi aceite em Berlim.

060CC6EE-46B7-48FC-B778-95E13634BD33
Esquema de produção do radiador do Type C, considerado um dos mais bonitos na altura

Mudança de Estratégia

Apesar de um surpreendente sucesso comercial, o Citroën Type C não é rentável o suficiente, o que levou André Citroën a pôr em causa a sua produção para poder financiar os seus novos projetos.FFC81FC5-DC2C-48AD-AF90-649895ACC95B

Assim, em 1926 após uma produção de 80322 unidades e contra todas as expectativas André Citroën interrompe a carreira do Type C, para se concentrar num modelo único mas mais rentável e investir em mais uma inovação: o automóvel com estrutura totalmente em aço, em colaboração com o americano Budd. Será então o Citroën B10  o pioneiro a utilizar esta tecnologia seguido pelas suas evoluções B12 e B14.

 

Vive a Tua Paixão!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s