Centenário Citroën – Citroën Type A.

O Citroën 10HP Type A foi o primeiro automóvel da Citroën, aquele com o qual André Citroën iria lançar a marca aos ‘chevrons’ e que se tornará o primeiro construtor a produzir automóveis em série na Europa. Pouco a pouco Citroën ia tornar-se num dos grandes construtores europeus.

24664266-D8D3-43F2-BBBB-A55E669238CD
Citroën Type A 10hp, o primeiro modelo da marca, é o inicio da produção em série na Europa.

A partir de 1916 antecipando o fim da guerra André Citroën pensa na reconversão da sua fábrica, decidindo-se pela produção automóvel. Contrata os melhores engenheiros e encomenda-lhes vários projetos, a Louis Dufresne cabe-lhe o estudo de um automóvel luxuoso, enquanto Jules Salomon encarrega-se do estudo de um automóvel popular.

Depois de longa reflexão Citroën decide-se pelo modelo popular, abandonando assim o estudo do automóvel luxuoso cedendo-o ao seu amigo Gabriel Voisin da empresa Automobiles  Avions Voisin. André Citroën percebe que com o fim da guerra os clientes precisarão de um automóvel popular, fiável e com um preço acessível. Para isso, nada melhor que seguir as pisadas de Henry Ford, o qual Citroën era um fervoroso adepto.

Pronto no final de 1918, o Citroën 10 HP Type A apresenta um conceito inovador pois será entregue ao cliente completo pronto a utilizar, o que não era costume. Os construtores entregavam o chassis e o cliente mandava fazer a carroçaria á parte. Apesar de pronto e homologado, André Citroën ainda não pode iniciar a sua produção, para isso deve fazer obras para adaptar a sua fábrica para a produção automóvel.

5BEFB3CA-BECD-490B-ADC2-FC868B239034
Mestre na comunicação, André Citroën anuncia na imprensa antes da sua comercialização o Type A como o mais barato do mercado

Em Janeiro de 1919, Citroën anuncia na imprensa que pretende lançar no mercado um automóvel com um preço de 7250 Francos, o que é a metade do modelo mais barato existente, o que origina uma autêntica revolução.

A Produção Começa

A partir do mês de Maio começa a produção a conta-gotas, no dia 4 de Junho de 1919 é enfim apresentado oficialmente o Citroën 10 HP Type A numa loja na Avenida dos Campos Elisios com o preço definitivo de 7950 Francos, este espaço seria mais tarde comprado por André Citroën para instalar o primeiro ‘showroom’ da marca.

O Citroën Type A estava disponível em 2 chassis: um curto com uma distância entre eixos de 2,55mt e de um chassis longo com 2,83mt. Tinha uma gama muito variada de carroçarias, indo desde o Torpedo (de 3 ou 4 lugares) à camioneta de caixa aberta num total de 8 carroçarias à escolha.

7585A905-09CD-4C90-A6DE-9BB731CF93EE
Campanhas Publicitárias  ilustrando as várias carroçarias propostas

Citroën Type A estava equipado com um pequeno motor de 4 cilindros de 1327cm3 de cilindrada que debitava 18cv para um peso de 810 Kg, o que lhe permitia atingir uma velocidade de 65 Km/h com um consumo médio de 7,5 litros aos 100 .

O Type A faz um início de carreira fulgurante, mas apesar disso as vendas não permitem atingir os lucros esperados, obrigando André Citroën a rever o preço de venda para 12500 Francos a partir de 1920, um aumento de 57% continuando ainda assim a ser o automóvel mais barato do mercado.img_3735

Para mais André Citroën tinha cometido um erro, pois se o seu objetivo era produzir em série, precisava de um veículo estandardizado fácil e rápido a fabricar, o que não era o caso do Type A dada a diversidade de chassis e carroçarias. Assim abandonou-se o chassis curto que era o menos vendido e reajustou-se a gama de modelos o que permitiu aumentar a cadência de produção.

No ano de 1921, André Citroën  prepara já a evolução do modelo e mais uma vez faz prova de mestre do marketing, aproveitando os últimos chassis do Type A transformados em Coupé de Ville para criar a companhia de táxis Citroën que percorrem as ruas de Paris e das principais cidades francesas demonstrando ao público o conforto e fiabilidade dos seus automóveis.C0C90DE0-293D-490C-B3CF-E2BD7EDA93CB

A partir de Junho de 1921, com o fim do Type A produzido num total de 24093 unidades começa a comercialização do Citroën B2. Este utiliza o mesmo chassis que o seu antecessor, mas apresenta algumas evoluções estéticas. O motor também ele sofre algumas alterações, vendo a sua cilindrada aumentar para 1462 cm3 e uma potência de agora 20 ch.

A Travessia do Sahara

8537B193-500D-4772-8E6D-E27CB1C792C4

O Citroën Type B2 era reconhecido  pelo seu conforto e fiabilidade, vai então servir de base para as ”Autochenilles Kégresse “, que seriam utilizadas por Citroën para as suas expedições. A primeira foi a travessia do Sahara num total de 3200 Kms, é a primeira vez que um automóvel consegue a proeza. Uma vez mais André Citroën demonstra que os Citroën’s podem alcançar o impossível. Mais três expedições serão realizadas as conhecidas Croisières Noire, Jaune, Blanche, mas isto será outro episódio.

Vive a tua paixão.

One thought on “Centenário Citroën – Citroën Type A.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s